Central Sindical
 
 
UNIÃO SINDICAL DOS TRABALHADORES
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Encontro de aposentados

aprova agenda de luta
 
 

Aposentados presentes em um encontro realizado em São Paulo, aprovaram um agenda de lutas que, prevê total engajamento às mobilizações convocadas para o dia 15 de março, vão participar das mobilizações do Dia Nacional de luta contra PEC 287.

O Encontro em defesa da Previdência e pela valorização dos aposentados e pensionistas foi organizado pela CBAPI, e contou com a presença de aposentados, pensionistas e trabalhadores da ativa.
Lideranças participaram do Seminário, entre elas, Central Sindical UST membros da Diretoria executiva - Carlos Borges, Enivam Gomes e Valter Costa, estiveram presentes durante todo o encontro, contribuindo para os debates nos diversos temas os companheiros: Elizete Rosa de Minas Gerais, Vanderlei Siraque e a Professora Bete Siraque.
Para a secretaria geral da CBAPI, Vanilda Martins, o Encontro cumpriu o seu papel de provocar a as principais reivindicações dos aposentados, como reajustes iguais aos do salário mínimo, recuperação das perdas acumuladas e melhoria da estrutura de saúde pública dirigida à terceira idade.
Os dois eixos aprovadas no Encontro; 1-Intensificar as ações dos aposentados e pensionistas em defesa de seus direitos, recuperação e ampliação dos benefícios e em defesa da Previdência pública, do SUS e do sistema da Seguridade Social;
2-Apoiados em nossas associações de aposentados, pensionistas e idosos, representantes dos sindicatos presentes, buscaremos ampliar e fortalecer a unidade de ação para enfrentar o governo, em defesa de nossas reivindicações.
 

 
UST faz manifestação em 15 de março
 
Dia Nacional de Paralisações
contra a reforma da Previdência
 

A UST e as demais centrais sindicais confirmaram a realização, em 15 de março, de um Dia Nacional de Paralisações e Lutas contra a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) 287. Mais uma vez vamos colocar na rua o bloco da luta contra a retirada de direitos da classe trabalhadora e contra o ataque às aposentadorias.

A luta começa no próximo dia 15 de março, teremos um ano de muita mobilização, vamos discutir como enfrentar o que está por vir em 2017. Isto porque a reforma trabalhista também bate à porta, representando uma proposta que aumenta jornada de trabalho semanal e estabelece o contrato temporário ou intermitente, no qual o trabalhador aguardará ser chamado sem receber por esse tempo de espera.

A UST reforça a necessidade de nos unirmos como Centrais Sindicais, discutirmos formas de luta e enfrentamento dessa problemática conjuntura que ameaça não só as condições de vida dos trabalhadores e trabalhadoras.

Várias ações serão realizadas em conjunto para impedir que os deputados aprovem a Proposta de Emenda Constitucional – PEC nº 287, que inviabiliza tanto a concessão de benefícios que representa, na prática, o fim da aposentadoria para milhões de brasileiros. 

A proposta de Temer não significa uma “reforma” da Previdência e sim o fim da aposentadoria, especialmente para os trabalhadores menos qualificados, que entram no mercado de trabalho mais cedo, sem carteira assinada, passam vários períodos desempregados ou subempregados; será o fim da previdência para as mulheres e os trabalhadores rurais.

Em 15 de Março vamos parar!         Nenhum direito a menos!


Centrais rejeitam PEC da Previdência

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287, de reforma da Previdência Social, teve rejeição unânime das centrais sindicais, para discutir estratégias de ação, dentro e fora do Congresso. Alguns dirigentes pelegos, defendem a negociação para tentar melhorar o projeto, enquanto outros defendem sua retirada, por entender que não há o que negociar. As entidades planejam fazer manifestações contra a PEC.

"Há uma avaliação preliminar de um posicionamento contrário ao projeto, que afeta em muitas dimensões a vida do trabalhador", afirmou o diretor técnico do Dieese, Clemente Ganz Lúcio. "São mudanças profundas não só para o presente, mas para uma geração futura. Os trabalhadores rurais são gravemente afetados", acrescentou, citando um dos pontos criticados pelos sindicalistas. Para Clemente, uma reforma precisa "aprofundar os princípios igualitários" e não aumentar injustiças.

 
CBAPI - UST
 
         ATO DE ENFRENTAMENTO A REFORMA DA PREVIDÊNCIA
 
CBAPI – Central Brasileira dos Aposentado filiada à Central Sindical UST, promoveu um ato de protesto contra a reforma da Previdência do governo Temer, na manhã desta terça feira, Dia Nacional do Aposentado, 24 de janeiro de 2017, em Santo André- São Paulo
A proposta de reforma da Previdência do governo Temer retira vários direitos do trabalhador, destacamos um, que prevê o estabelecimento de idade mínima em 65 anos para mulheres e homens, a adoção de uma idade mínima para a aposentadoria, que poderá aposentar aos 70 anos. Também está nos planos do governo o corte de benefícios, como o auxílio-doença e a aposentadoria por invalidez.




Convidamos a todos para o ATO de enfrentamento contra a          politica de restrição de direitos do Governo

Rua Coronel Oliveira Lima - Santo André – 

 Dia Nacional dos Aposentados 24 de Janeiro 10 Horas

Contra a Reforma Previdenciária que tira direitos dos trabalhadores representa um verdadeiro retrocesso social para a classe trabalhadora, uma vez significar um ataque direto a direitos sociais arduamente conquistados. Tem como objetivo claro a restrição de direitos previdenciários, com a redução a qualquer custo das concessões de auxílio-doença e de aposentadoria por invalidez.

        

CBAPI realiza baile Vemelho e Branco dos aposentados

O evento, realizado às 16 horas, neste domingo dia 11 de dezembro 2016, baile vermelho e branco, congregou cerca de 200 pessoas Associação Parque Oratório. O presidente nacional da Central Sindical UST, Carlo Borges, acompanhado da Diretora Jurídica Dr. Izildinha, sob a organização da Secretaria Geral Vanilda, pessoa que é sendo um incansável lutador pelos direitos dos Aposentados e Idosos.

Com show ao vivo, com brilhante animação do Zezinho DESTAK, os aposentados desfrutaram de momentos de descontração, com muita dança e reencontro com os amigos.

Durante o evento também foram reafirmadas as lutas dos Aposentados no Brasil como o pelo fim da reforma PREVIDENCIARIA, que reduz em até 40% os rendimentos dos cidadãos quando vão se aposentar e aumenta a idade do trabalhador.

 A Secretaria Vanilda falou da importância deste evento e de outros realizados pela CBAPI, para aproximarmos ainda mais a nossa relação com nossos associados. Lembramos que somos 25 milhões de aposentados e pensionistas no Brasil, nós precisamos crescer, precisamos continuar a luta pela política contra ao Reforma  Previdenciária que tiram nossos direitos.


Aposentadoria Pé na cova

Previdência: 50 anos de contribuição para trabalhador se aposentar

Governo apresenta hoje a proposta de reforma previdenciária, “50 ANOS de contribuição serão necessários para obter o benefício integral com as novas regras propostas”.
Isso significa, na prática, quase abolir a aposentadoria, só aposenta quando morrer, considerando a duração média da vida de um brasileiro. Mesmo começando a trabalhar aos 18 anos e se – o desemprego está aí – acumular dois anos de não-contribuição em meio século de vida laboral a idade mínima para o cidadão aposentar-se sem perdas (ao menos no momento da aposentadoria) será de 70 anos.

Resumo: não haverá mais aposentados, vão morrer antes de se aposentar...

 
 
 Aposentados participam da caravana, o Dia Nacional de Mobilização contra as REFORMAS


 

A secretaria Geral da CBAPI, VANILDA, organiza a caravana dos trabalhadores de diferentes categorias que participam da caravana em apoio ao Dia Nacional de Mobilizações contra as Reformas.

Os aposentados e pensionistas ligados à CBAPI – Central Brasileira do Aposenta e Pensionista participa da caravana, e manifesta dizendo um sonoro “não” às reformas trabalhistas e da Previdência, programadas pelo governo Michel Temer (PMDB).

Em relação à Previdência, Temer quer impor uma idade mínima de 65 a 70 anos para os trabalhadores brasileiros se aposentarem. Além disso, quer reduzir aposentadorias e pensões para menos de um salário mínimo.

O protesto também vai defender o emprego e exigir medidas que garantam estabilidade para todos os trabalhadores.

 
 
 
   

A CBAPI tem como objetivo organizar a luta dos trabalhadores aposentados, pensionista e idosos em todo território nacional, filiando sindicatos, federações, associações, oferecendo suporte e assessoria aos filiados, na certeza do fortalecimento organizativo e o desenvolvimento humano.

A Central Brasileira dos Aposentados Pensionista e Idoso, filiada a Central Sindical UST e com atuação na luta internacional pela unificação e intercambio das lutas mundiais, com participação dos aposentados brasileiros, através de sua filiação a UIS – União Internacional dos Sindicatos dos Aposentados e Pensionistas.

A Central tem como objetivo organizar a luta de classe dos trabalhadores aposentados, pensionista e idosos em todo território nacional, a Central dos Aposentados desempenha um papel fundamental na luta contra a exploração do trabalhador aposentado, com perdas do seu beneficio e a luta contra a Reforma da Previdência proposta pelo governo federal.

A crise gera barbárie, que estão em curso no Brasil, o governo tentam encontrar uma saída temporária, responsabilizando a crise aos pensionistas, aposentados, trabalhadores e camadas populares. As pensões são reduzidas, os benefícios são privatizados, as estruturas sociais são demolidas, seus direitos são limitados em geral não existem direitos básicos.

Governo reduziu a sua participação na segurança social, abrindo o caminho para uma previdência privada. Em muitas cidades não há nenhuma infraestrutura, assistência médica e farmacêutica, pensões, habitação, ou água limpa.

CBAPI Luta para:

* Direito universal à aposentadoria para TODOS;

* 1 de Outubro MUNDIAL DE LUTA dos aposentados e  pensionista e idoso

* Contra reforma de Temer para a Previdência;

* Contra a Redução da idade de aposentadoria para homens e mulheres;

* A segurança social previdenciária pública e gratuita a todos;

* Segurança médica e farmacêutica pública e gratuita para todos;

* Aposentadorias públicas para atender necessidades básicas e vida decente: Isenção de Impostos, ensino gratuito, esporte e cultura, habitação, água potável, saúde, lazer  Turismo gratuito e transporte grátis aérea inclusive.

 

1º Encontro Nacional dos Aposentados

Com a experiência nas lutas da classe trabalhadora, a Central Sindical UST não abandonou a luta dos trabalhadores aposentados e pensionistas, realizou o 1º encontro nacional, neste sábado (20 de agosto de 2016), em São Paulo, o Presidente da UST, Carlos Borges, destaca que o encontro é o resultado de luta pela organização autônoma, independente, democrática e plural e avaliamos que o grande desafio é gerar unidade para lutar pelas ampliações das conquistas dos aposentados.

Lutamos para:

* Direito universal à aposentadoria para TODOS;

* Ações politica no dia MUNDIAL DE LUTA dos aposentados e  pensionista em 1 de Outubro de 2016

* Contra reforma de Temer para a Previdência;

* Redução da idade de aposentadoria para homens e mulheres;

* A segurança social previdenciária pública e gratuita;

* Segurança médica e farmacêutica pública e gratuita para todos;

* Aposentadorias públicas para atender necessidades básicas e vida decente: Isenção de Impostos, ensino gratuito, habitação, água potável, saúde, lazer  Turismo gratuito e transporte grátis aérea inclusive.

 
 
       
 

O governo Temer quer jogar mais uma bomba sobre os trabalhadores, vai anunciar um novo ataque nas aposentadorias, é mais uma reforma da previdência para igualar homens e mulheres a idade mínima  65 anos. Significa exigir mais tempo de O governo vem tentando construir um consenso em torno da proposta, o objetivo é aumentar trabalho e contribuição para o trabalhador se aposentar. Além disso, também quer limitar os regimes de aposentadoria rural e dos servidores públicos, assim como modificar as fontes de custeio e financiamento.  Se isto acontecer será um verdadeiro ataque à classe trabalhadora, vem perdendo direitos sobre a aposentadoria e se vendo obrigada a trabalhar cada vez mais.

Preparar luta contra a reforma da previdência, a CBAPI vai realizar o 1° Encontro na Assembleia Legislativa de São Paulo  contra a reforma da previdência, e propor a unidade de ação com todos que se dispuserem a barrar essa reforma, combater o fator previdenciário fórmulas alternativas, como o fator 85/95 – 95/105.

Reforma da Previdência aprofunda ataque à aposentadoria da classe trabalhadora

Governo Temer tem a tarefa de aplicar com rapidez a Reforma Previdenciária e fazer com que os trabalhadores paguem pela crise na Previdência, provocada, principalmente, pelos calotes dos capitalistas. As empresas devedoras da Previdência Social alcançaram R$ 200 bilhões. São milhares de devedores, que incluem bancos públicos e privados, governos estaduais, prefeituras municipais, empresas aéreas, empresas estatais, grandes hospitais públicos e privados, empresas multinacionais, clubes de futebol, entidades “filantrópicas” (lucrativas), Cooperativas, grandes Empreiteiras, Empresas Prestadoras de Serviços, Indústrias, e muita e muitas outras empresas e instituições de todos os segmentos econômicos do Brasil.

O governo atual não é um governo fruto da vontade popular, é tão repudiado pela população como era o governo Dilma e assume os ataques que serão desferidos contra a classe trabalhadora e o povo pobre.

 Os aumentos de impostos ou a instituição novamente do CPMF (Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira) que recairá sobre nossos bolsos, além do corte de verbas para saúde, incentivos as privatizações e outras politicas de arrocho.

Fortalecer a luta unificada

Será necessária muita resistência para barrar a Reforma e temos a tarefa de mobilizar com rapidez os movimentos populares para resistir e  lutar. A Central Sindical UST e a COBAPI – Central Brasileira dos Aposentados, Pensionista e Idoso se posiciona contra a reforma do governo Temer e fara oposição frontal a esse governo e suas políticas antitrabalhador.

É um governo representante dos grandes empresários, banqueiros, latifundiários, do grande capital nacional e internacional. Vamos para as ruas e para os locais de trabalho defender as aposentadorias irrisórias contra o maior arrocho proposto pela reforma da Previdência com todo vigor e firmeza, e vamos continuar defendendo o campo alternativo das lutas dos trabalhadores, do povo pobre e da juventude, que são oposição ao governo Temer.

                   
 
CONVOCATÓRIA
 
CONFERÊNCIA REGIONAL DA EUROPA 
UIS - FSM
DINAMARCA, 20 DE JULHO DO 2016
 

Camaradas, a UIS de Pensionistas e Aposentados da Federação Sindical Mundial e os companheiros da Dinamarca, os quais serão os anfitriões. Convidam os sindicatos e as organizações classistas a participar da Conferência Regional da Europa da União Internacional dos Sindicatos dos Pensionistas e Aposentados, que se realizará na Dinamarca, na Escola Sindical Ranzausminde, (Copenhague) no dia 20 de julho de 2016.

 
A criação desta estrutura regional da UIS de Pensionistas e Aposentados da Federação Sindical Mundial da FSM ajusta-se no quadro dos Estatutos desta UIS aprovados no seu Congresso fundacional realizado em Barcelona (fevereiro de 2014), e mostra o rumo ascendente do movimento sindical classista, á vez que salienta o rumo positivo da FSM na Europa.                leia mais.....

Solidariedade internacional

UIS dos Aposentados da FSM apoia a

classe trabalhadora francesa

 

 

Quim Boix  Secretário-Geral da UIS - União Sindical Internacional do Aposentado e Pensionista

Barcelona (Estado espanhol), 16 de novembro de 2015
 

A UIS - União Sindical Internacional dos Aposentados da Federação dos Sindicatos Mundial (FSM), expressa a nossa condenação ao trabalhador francês, pelos fortes dos ataques criminosos realizados em Paris sexta-feira passada. Expressamos a nossa solidariedade para com as vítimas e suas famílias e com a classe trabalhadora e o povo francês.

Essas ações criminosas são mais um episódio no cenário global violência gerada pelo imperialismo internacional, fruto da sua vontade de controlar a riqueza do planeta.  Para isso utiliza guerra, contra os colonos a centenas de anos. O mesmo crime (também disfarçados objetivos teóricos nobres) tem o objetivo de saquear os povos.

 A Primeira e Segunda Guerra Mundial (ele vivida pelos veteranos nossos líderes UIS) também serviu ao capitalismo "Reorganizar" seu controle sobre a economia mundial. Aqueles que realmente sofrem os resultados de todas as guerras são classe e povos trabalhando.

O presidente francês, Françoa Hollande, como um socialdemocrata e líder imperialista (ataca a Síria cinco anos), aumentou o lançando bombas sobre Povo sírio.  Guerra desigual em que alguns usam os exércitos dos estados, recebe a resposta esporádicos, como em outras forma de  guerrilheiros a ser utilizado. Mais uma vez, em a história da humanidade, as religiões são usadas para fanatizá-la  e confundir os "Guerreiros".

A paz que só será possível quando nós terminamos com o capitalismo predador e seu braço armado, a NATO imperialista, além de todos esses eventos que serão utilizados pela burguesia como atual governante, na maioria dos países da classe mundial, para dar novas medidas para consolidar suas formas ditatoriais e neofascista de governar, que utilizada para controlar a classe trabalhadora.

Os governos imperialistas de os EUA, UE, e especialmente a própria Governo francês têm financiado e armado forças islâmicas reacionárias há anos, numa tentativa para desestabilizar Oriente Médio e Norte da África, para facilitar a sua pilhagem das riquezas de cada zona. Agora é o petróleo recentemente descoberto e gás na Síria, o que os atrai para saquear.

As consequências desta e de outras agressões imperialistas são diariamente: milhares de mortos na Síria e em outros países, com destruição de fábricas, infraestrutura e hospitais, com apoio da OTAN (como os Médicos Sem recentemente Fronteira com o Afeganistão); milhares de refugiados e migrantes, a quem parece desleal à fortaleza do conjunto de Estado Europeu.

Apelamos à classe trabalhadora francesa, e a classe trabalhadora internacional, para que não seja manipulado e enganados nesta situação, e não atuar como figurantes em legitimar aqueles por trás destes ações. Estes atos de terrorismo procuram manipular a consciência de a classe trabalhadora e setores populares para empurrá-los para apoiar ações contrárias aos seus interesses. Enquanto os líderes imperialistas planejar de seus confortáveis ​​escritórios de guerras, a classe trabalhadora e os povos sofreram assassinatos sob a coordenação de organizações anticapitalistas.

Os trabalhadores e os povos devem intensificar a luta contra as guerras e agressões imperialistas.

A classe trabalhadora e os povos têm que organizar sua luta diária para o fim do capitalismo, condição indispensável desaparece OTAN do imperialismo.

O povo é soberano e com a classe trabalhadora (única produtora de riqueza) podemos decidir o futuro da humanidade por caminho pacífico. imprimir

 

 
1º Debate da conjuntura Política Nacional
 

 

Mato Grosso do Sul

CONVITE 

O Presidente Carlos Borges da Central Sindical UST, convida o publico para o Debate da conjuntura politica nacional e previdenciária, aposentadoria e pensionista, você dará uma valiosa contribuição para a conquista de um país justo, soberano e democrático; um Brasil para os trabalhadores.

A nova diretoria da UST Mato Grosso do Sul tomará posse no dia 18 de dezembro. A cerimônia de posse acontecerá na cidade de Amambai, às 19 horas, com a presença de convidados, autoridades, impressa e Familiar dos novos integrantes.  A cerimônia será aberta ao público e estende o convite a todos os que queiram celebrar este momento especial para a classe trabalhadora. Após a palestra de abertura de lideres Sindical e autoridades, será oferecido jantar confraternização aos presentes.

Estendemos o convite para o dia 19 sábado às 9 Horas com a Reunião da Diretoria da UST Mato Grosso do Sul, com a posse das Diretorias Regionais e Municipais onde será oferecido almoço aos lideres e trabalhadores e familiares.

As novas diretorias tem o compromisso filiar sindicatos para lutar na defesa da classe dos trabalhadores e assume com a promessa de honrar os compromissos de lutar pelos direitos dos trabalhadores.

Contamos com o esforço de todos e todas para o êxito desse acontecimento sindical no Mato Grosso do Sul e o crescimento da Central Sindical UST em nosso país


      Programação:

 

 18/12 – sexta-feira

   Noite: solenidade de abertura e posse na, às 19 horas e Jantar.

   Local: cidade de Amambai - Centro

 

19/12 – Sábado

   Manhã: posse das Diretorias Regionais e Debate Politico conjuntura política nacional, às 9 horas.

   Almoço: previsto para 13 horas

   Tarde: Debate Aposentadoria e Pensionistas

   Noite: Palestra e Debate Político Nacional e Jantar Dançante

   Local: cidade de Amambai  - Centro

 

20/12 – Domingo

   Manhã: Aldeia Indígena:  Aposentadoria e Pensionista

   Tarde: Encerramento com Debate Política Indígena

 

 Seja bem vindo

 
CONFERENCIA REGIONAL DA AMÉRICA
UIS DOS APOSENTADOS E PENSIONISTA 
OCORREU  DIA 30 SETEMBRO  
 
EQUADOR – QUITO
 

 1º Conferencia regional das América da UIS—União Internacional Sindical dos Aposentado e Pensionista, foi convocada conjuntamente pelo Secretario Geral Quim Boix e a companheira Martha Hervas Vice Presidenta da UIS América, com apoio Confederação dos Trabalhadores do Equador (CTE), respaldado pela Federação Sindical Mundial (FSM) e participação e dezenas de outras organizações sindicais e Lideranças do Continente.

A Conferencia regional das América discutiu a realidade e as reivindicadores dos aposentados e pensionistas e à crescente precarização na qualidade de vida.  Objetivo da Conferencia é fortalecer a organização dos inativos na América que sofre grandes ataques aos seus direitos reduzindo e  com valor da pensão  e duração do benefício prejudicado, defedemos a Previdência pública, com garantia dos direitos conquistado.  A 1º Conferencia regional das América, destacou: os inativos também têm sofrido com o arrocho nos benefícios, com as perdas econômicas nas aposentadorias.   O encontro alcançou o objetivo, unificar a luta e fortalecer a defesa das reivindicações politica e conomica dos aposentados, pensionistas e idosos.

 

CBAPI participa de ato cultural que celebrou os 70 anos da Federação Sindical Mundial
 
Presidente da CBAPI – Central Brasileira do Aposentado, Pensionista e Idoso, Izidoro Santos, presente no Simpósio Sindical Internacional, evento realizado na cidade de São Paulo entre os dias 01 e 03 de outubro. Na ocasião, dirigentes sindicais de todos os continentes participaram da comemoração do septuagésimo 70 anos do aniversário da Federação Sindical Mundial - FSM.
O Simpósio discute soluções e estratégias de resistência à ao capitalismo mundial, como a segurança dos empregos, a conjuntura e os desafios para a classe trabalhadora e maior qualidade de vida aos aposentados. Foram dois dias de intensos debates que tiveram a participação de 127 delegados e delegadas de 42 países representando 78 organizações nacionais e internacionais.

 
70 anos da Federação Sindical Mundial

Os 70 anos da Federação Sindical Mundial (FSM) foi comemorado com a realização do Simpósio Sindical Internacional, de 1º a 3 de outubro, em São Paulo Brasil, participam do encontro os representantes dos cinco continentes fizeram suas saudações iniciais para os cerca de 500 participantes
 O Simpósio debate projetos estratégicos na conquista da hegemonia politica da classe trabalhadora e na avaliação da Central Sindical UST nacional, foi um passo importante a unidade das entidades no ato, mas acredita que é preciso avançar contra os conservadores.
Carlos Borges, Presidente da Central Sindical UST, fez uso da palavra avaliando que o encontro que reuniu no Brasil, foi uma grande representação da classe trabalhadora mundial, afirmou, que nosso principal alvo é combater austeridade financeira que busca o equilíbrio com altas taxas de lucro e os interesses imperiais e das grandes corporações à custa dos sacrifícios das classes trabalhadoras. Estamos vendo se aprofundar os sintomas de uma crise capitalista avassaladora, ou pressionamos por mudanças estruturais ou seremos engolidos por essa onda social democrata e conservadora nas Américas, complementou. No encerramento dia 3, houve manifestação das representações mundial anti-imperialista e com a aprovação da Carta do Brasil

 
 
 
 
 
 

 
CBAPI recebe apoio na reunião de organização das lutas
 
Central Brasileira Aposentados Pensionista Idoso
 

Foi realizada nesta quinta-feira, 13 agosto 2015, a primeira reunião da Comissão de organização da CBAPI – Central Brasileira dos Aposentados para organizar a luta dos aposentados.  A reunião de trabalho contou com a presença da Vereadora Bete Siraque, e também marcaram presença: EX-DEPUTADO Siraque; o Presidente da UST, Carlos Borges; a secretaria, Vanilda Martins; Diretora das Mulheres, Telma Solange; o Diretor Sindical, Adauto Alves e Izidoro Santos.
Entre os principais pontos de pauta estiveram conjuntura e atividades da CBAPI, a reorganização do movimento dos aposentados, além da participação dos eventos da UIS – União Sindical  internacional dos aposentado que ocorrerá em 30 de setembro no Equador, finanças e reuniões e planejamento dos grupos de trabalho.
CBAPI abre o debate para realização de importantes mobilizações contra a retirada de direitos dos aposentados e pensionistas. Parcela da coordenação nacional presente no debate sobre conjuntura avalia que as crises conjunturais tendem aplicar medidas que imporão mais ataques aos trabalhadores aposentados, por esta razão vamos lutar para consolidar as políticas publicas voltada para os aposentados e pensionistas.
CBAPI participara do Encontro da UIS
União Internacional dos Sindicatos Aposentados
 
 
Quito - Equador
 
Representante do CBAPI participara entre 29 e 30 de setembro do Encontro Internacional do Sindicalismo aposentados promovido pela UIS aposentados, que acontece em Quito, no Equador. O evento vai reunir sindicalistas de vários países das Américas para discutir a organização da classe trabalhadora aposentados diante dos ataques impostos pelos  e governos que temos assistido os mais graves efeitos da atual crise politica econômica mundial, só tem feito aumentar o desemprego, a miséria e acabar com os serviços públicos e direitos trabalhistas. A delegação brasileira conta com representantes da CBAPI entidade filiada à Central Sindical UST, representado pelo vice-presidente internacional Carlos Borges.
No Brasil, os efeitos da crise já começam a ser sentidos com a desaceleração da economia, a resposta da presidente Dilma Rousseff atende exclusivamente aos interesses dos patrões, com o ajuste fiscal e a desoneração da folha salarial e os pacotes de benefícios fiscais aos patrões, sem proteger os empregos e direitos trabalhistas. CBAPI se integra a organizações internacionais para buscar fortalecer sua unidade e organização, buscando ações de solidariedade e unificadas em defesa de seus direitos dos aposentados, entendemos que é de muita importância esse encontro. No evento, estarão presentes entidades sindicais e do movimento social de vários países.
 

Objetivo do encontro é fortalecer solidariedade e buscar unificação das lutas dos trabalhadores aposentados

                 
 
 
 
CBAPI Estadual de São Paulo reunida
 

CBAPI – Central Brasileira dos Aposentados Pensionistas e Idosos realizou no dia 15 de maio reunião para debater o planejamento para o ano de 2015. Contou com as presenças do Presidente Manuel, Presidente da UST, Carlos Borges, Brilhante Diretor Nacional, Jorge Antunes Secretario, Petrônio Diretor Nacional, Henrique Diretor Nacional e o companheiro Renato da Região ABC de São Paulo.

Dentre os temas debatidos na reunião, ficou decidido que haverá uma campanha para aumentar o número de sócios do sindicato. Faz parte das medidas que serão adotadas para o aumento do número de sócios também, a ampliação de parcerias.  

CBAPI pretende aumentar a aproximação com os mais de 120 mil sócios espalhados pelo Estado, e intensificar os serviços oferecidos aos aposentados em regiões onde tem estrutura física. Ficou agendada uma reunião para próximo dia 18 de maio, 14 horas, com toda a diretoria estadual, que será realizada na Rua do Glicério – Santo André -SP.

 
 
 
                   
CONFERÊNCIA REGIONAL DA FSM-UIS AMÉRICA 
 
 União Internacional Sindical do Aposentado Pensionista
 

A CBAPI-UST  participará a convite da UIS dos Aposentados da FSM e a Confederação de Trabalhadores do Equador CTE, para participar da Conferencia da America Sindical dos Pensionistas e Aposentados será realizada em Quito (Equador) em 30 de setembro 2015 , para ser  definir a estrutura da América União Internacional Sindicatos dos Aposentados da Federação Sindical Mundial (FSM).

 
 
 
 
 
 
 
 

 

CBAPI  –Central Brasileira dos Trabalhadores
 
Aposentados Pensionista e Idosos
 

Neste sábado, 28 de fevereiro de 2015, em assembleia dos Trabalhadores e aposentados de diversas regiões do Brasil participaram em Campinas – São Paulo da fundação da CBAPI  –Central Brasileira dos Trabalhadores Aposentados Pensionista e Idosos.

CBAPI não aceita qualquer redução nos direitos conquistados e também não compactuamos para exclusão dos aposentados de qualquer benefício pago aos trabalhadores ativos. Estamos fortalecendo a luta pela derrubada do Fator Previdenciário, pelo reajuste salarial isonômico e digno.

          

.                                .