Central Sindical
 
 
UNIÃO SINDICAL DOS TRABALHADORES
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
     
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 


 
 
 
 
 
 
 

 

Dia Internacional das Mulheres
 
 
Central Sindical UST presente na Greve Mundial das Mulheres
Uberlândia, MG.   8 de março de 2017.

 

 A luta contra a retirada dos direitos dos trabalhadores continua firme e cresce cada vez mais em todo o país. Da resistência, o povo organizado parte agora para a ofensiva contra a reforma da previdência defendida pelo governo anti-trabalhador de Michel Temer.

Na cidade de mineira de Uberlândia, como em quase todas as grandes cidades do país, centenas de mulheres se reuniram para, não apenas lembrar o 8 de março, data histórica que representa a luta das mulheres pelos seus direitos, mas também para demonstrar sua força diante do inimigo comum que segue na sua campanha nefasta de submeter as trabalhadoras e trabalhadores à miséria, exploração e toda violência promovida pelo sistema capitalista. Sistema vil que divide a sociedade em duas classes opostas: ricos e pobres.

A Central Sindical UST esteve presente nesse ato, pois compreende que o sindicalismo classista deve estar ao lado dos explorados sem deixar de defender jamais a luta de classes. A UST defende os interesses das trabalhadoras e trabalhadores na luta contra a exploração, contra a retirada de direitos e por uma sociedade mais juta com toda a produção sob o mando de todos os trabalhadores.

Lutar contra as políticas anti-trabalhadores desse governo é dever do movimento sindical classista. Não vamos dar paz aos patrões enquanto não houver justiça social. Os direitos não são concedidos, são conquistados com sangue e suor. A UST, independente, democrática e classista não vai tolerar que o conjunto dos trabalhadores pague pela crise capitalista.

 

UST Minas Gerais

Encontro da UST Mineira

Neste sábado dia 15 de março de 2014, realizamos o evento superou as expectativas, na riqueza dos conteúdos apresentados pelos seus participantes, iniciamos com a apresentação esclarecedora da importância do encontro, o companheiro e coordenador da UST Minas e Vice Presidente Internacional, Wilson Santos, destacamos ainda as presenças dos companheiros Dema, Diretor Nacional da Igualdade Racial e Osmar Diretor Estadual da Igualdade Racial.

O Presidente Nacional Carlos Borges, fez uma breve avaliação da conjuntura sindical nacional, destacando que as principais centrais sindicais atuaram como correias de transmissão da política de modernização do capitalismo brasileiro, procurando poupar a presidente Dilma e não tem compromisso com a luta de classe, inclusive as centrais pratica politicas de apoio a conciliação de classes. ”pelego”

Os Governos Lula e Dilma, atuaram como operadores de uma economia amplamente favorável ao capital financeiro, aos monopólios nacionais e internacionais e ao agronegócio, mantendo um Estado claramente burguês contra a classe trabalhadora, não podiam ser diferente, com atores principais o partido do PT e sues agregados, PCdoB e a direita brasileira.                  A UST apresenta para debate, a “unificação” das ações politica sindical dos setores minoritários do movimento sindical, mais à esquerda, juntamente com os seguimentos progressista e populares,  que ainda está para ser consolidado. O grande desafio está na constituição de ações práticas que acumulem forças para a ofensiva do movimento populares e sindical para  aprofundar as pressões políticas, para que sejam mantidas e ampliadas as conquistas do movimento sindical visando fazer o enfrentamento classista.

No ultimo item de pauta que foi amplamente debatido com ricas contribuições dos presentes, a busca do acadêmico e intelectual engajado politicamente, com sua contribuição para elaborar bandeiras de luta específicas e gerais que tem por objetivo construir um amplo movimento nacional de luta, . que refletem-se nas suas conquistas no âmbito social, político, cultural e econômico, sob o ponto de vista do acesso ao conhecimento prático-teórico aplicável na luta.

Ficou com proposta inicial, projetos de seminário, que serão discutidos o papel do sindicalismo nacional e internacional e atualidade dos movimentos sociais no Brasil, frente ao capitalismo.




UST Minas Gerais
Convidamos os companheiros para a reunião de organização da UST Minas Gerais, coordenado pelo companheiro Wilson Santos, que será realizada no dia 15 /03/2014 (sábado), às 10h, Uberlândia-MG, onde vamos às discussões em torno do movimento sindical brasileiro e UST neste contesto. Vamos encerrar o encontro com a nomeação da Diretoria UST Minas Gerais, contamos com sua participação



UST visita o Sindicato dos Comerciários de UNAI e PARACATU
Na manhã desta segunda-feira (13/08/2012), o presidente da União Sindical dos Trabalhadores UST, Carlos Borges, acompanhado de Carlos Reis, Vice Presidente da UST, além do DEMA Diretor Nacional da Igualdade Racial, receberam a filiação do Sindicato. Esta filiação é mais uma articulada pelo Diretor Racial DEMA, este trabalho é fruto de um esforço do Mutirão de Filiação da UST, ressaltamos que estamos em uma Central que por defender o sindicalismo comprometido com o trabalhador, sem interferência partidária, patrão e governo.
Carlos Borges afirmou que para nós é uma grande satisfação tê-los na  Central Sindical UST, pois só nós sabemos o esforço que é feito, no intuito de auxiliá-los neste processo de luta e muito trabalho que vivenciamos.
 

UST visita sindicatos da região Unaí e Paracatu - MG

UST conhece realidade local, solidariza e busca colaborar na solução de questões referentes à classe trabalhadora.

O compromisso de visita aos sindicatos faz parte da UST, que durante dois dias, 12 a 14, percorreu os sindicatos de UNAI e Paracatu- Minas Gerais, com a presença dos companheiros Presidente Carlos Borges, Vice Presidente Carlos Reis, Diretor da Igualdade Racial Dema e Luiz Henrique Presidente do Sindicato dos empregados do Comercio e  Diretor Estadual de Minas Gerais.

O objetivo é estreitar o relacionamento com os dirigentes e conhecer a situação dos sindicatos e  é uma oportunidade de estar mais próximo dos companheiros e debater solução de questões referentes à classe trabalhadora e o mais importante, é um privilégio poder conhecer a realidade especifica dos sindicalistas da região.     14/09/2012

Presentes os Presidente Índio do Sindicato dos Servidores de Unaí, Presidente dos Comerciários, Luiz Henrique, Presidente do Motorista Altivo e Presidente do Sindicato couro, Carlos Reis.

Sindcat – Araxá recebe visita da UST
 
A Presidenta do Sindicato dos Comerciários de Araxa – mg, Deyse Lucia, recebeu nesta ( quarta-feira 12-setembro-2012) os companheiros da UST, Presidente Carlos Borges, Vice Presidente Carlos Reis, Diretor da Igualdade Racial Dema e Luiz Henrique Diretor Estadual de Minas Gerais, com o objetivo é estreitar o relacionamento e conhecer a situação dos sindicatos


Centrais terão horário gratuito no rádio e TV

 
As centrais sindicais terão horário gratuito nas emissoras de rádio e TV para discutir matérias de interesse de seus representados; transmitir mensagens sobre a atuação da associação sindical e divulgar a posição da associação em relação a temas político-comunitários. A Comissão de Trabalho da Câmara aprovou proposta que assegura às centrais sindicais 10 minutos semanais de transmissão gratuita em emissoras rádio e televisão.  Joaquim Pedro  - Diretor Financeiro
 
 
.                                .